AVALIAÇÃO DA PROPAGAÇÃO VEGETATIVA DE ESPÉCIES UTILIZADAS NA ESTABILIZAÇÃO DE OBRAS DE TERRA COM TÉCNICAS DE ENGENHARIA NATURAL

AUTOR(ES)
FONTE

Ciênc. Florest.

DATA DE PUBLICAÇÃO

2018-03

RESUMO

RESUMO As técnicas de Engenharia Natural correspondem a um conjunto de ações que utilizam materiais de construção vivos, como plantas e estacas vivas, bem como materiais inertes, como elementos estruturais em construções bastante simples, com vistas à recuperação ecológica e à estabilização dos solos. Os materiais inertes utilizados, na dependência dos objetivos e da disponibilidade local, são basicamente estruturas metálicas, geotêxteis, madeira, pedras ou mesmo concreto. Esses, além de conferirem estabilidade imediata ao solo, oferecem proteção e suporte ao posterior desenvolvimento da vegetação. A parte vegetativa complementa, ou mesmo, gradativa e integralmente, substitui as funções estabilizadoras dos componentes inertes. No entanto, a execução dos trabalhos só pode ser realizada com sucesso quando as características técnicas da vegetação são conhecidas e, assim, corretamente aproveitadas. Esta pesquisa é o resultado de uma sequência de experimentos realizados com o objetivo de identificar, entre espécies de habitat ripário, aquelas com capacidade de propagação e desenvolvimento vegetativo. Uma grande parte dos modelos de intervenção utilizados pela Engenharia Natural vale-se exclusivamente dessa forma de propagação. Entre os muitos fatores potencialmente influentes no desenvolvimento vegetativo tais como sobrevivência, ritmo de enraizamento e de brotação, velocidade de crescimento de raízes e brotos deve-se também ressaltar a importância da época de coleta e plantio do material vegetal. Este estudo, utilizando-se de canteiros experimentais construídos em épocas distintas do ano, busca obter essas informações por meio da avaliação da sobrevivência e do desenvolvimento da parte aérea e radicular de estacas de seis espécies potenciais facilmente encontradas ao longo das margens fluviais dos rios do Sul do Brasil. As espécies testadas são: Calliandra brevipes, Phyllanthus sellowianus, Pouteria salicifolia, Salix humboldtiana, Salix x rubens e Sebastiania schottiana. Os resultados experimentais indicam a possibilidade de utilização de algumas dessas espécies. Calliandra brevipes, Sebastiania schottiana e Pouteria salicifolia apresentaram desenvolvimento inferior ao Phyllanthus sellowianus, Salix humboldtiana e Salix x rubens. Evidenciou-se que a época de plantio é menos importante em espécies de enraizamento rápido, como Phyllanthus sellowianus, Salix humboldtiana e Salix x rubens, mas pode ser decisiva em espécies com enraizamento mais lento, como Sebastiania schottiana, influenciando inclusive a sobrevivência da espécie.

ASSUNTO(S)

engenharia natural bioengenharia de solos restauração ecológica manejo de cursos de água

Documentos Relacionados

Como fazer um TCC passo a passo – plágio e softwares de TCC? O que isso tem a ver com seu TCC? TUDO! Ou você não se importa em ouvir do seu orientador: “Seu trabalho tem plágio! Zero!” É… eu sei que você se importa. O problema é que muitos alunos morrem de medo do plágio, mas não sabem exatamente quando ele acontece. Definir o plágio é muito simples. Plágio é Roubar a Ideia do Outro. Simples assim. Quando você usa uma ideia, texto ou Ler artigo

Um Artigo Científico Pronto em 5 Passos? Como? É exatamente isso que você vai ver aqui. Então, você tem que fazer um Artigo Científico? Esse é modelo do seu TCC? Pode abrir um leve sorriso, afinal, o Artigo Científico é o modelo que menos exige conteúdo de texto. Trocando em miúdos, é o menor dos trabalhos acadêmicos em termos de volume de texto. Assim como todos os demais Trabalhos Científicos e Acadêmicos, o Artigo Científico Pronto tem apenas 3 Elementos: Introdução, Desenvolvimento e Conclusão. E, antes Ler artigo

Uma Monografia Pronta em 5 Passos? Veja como isso é possível AGORA! Seu TCC é uma Monografia?… hum… como é que eu vou te dizer isso… o gato subiu no telhado… Tô Brincando! Mas eu tenho uma boa e uma má notícia para te dar. Qual você quer primeiro?… bom, não vai dar para esperar você responder, então, vou começar pela ruim mesmo: a monografia é o modelo de TCC que mais tem volume de conteúdo, principalmente se a gente comparar com um artigo científico, por exemplo. Ler artigo

Finalmente… a Conclusão do TCC em 3 Passos Simples! Se você disser que eu falei isso, eu nego, mas, para mim, a Conclusão do TCC deveria ter outro nome. Algo como: A Doce Arte de Encher Linguiça! Seus professores e orientadores podem até tentar te convencer do contrário. Podem usar inúmeros argumentos para te convencer de que a conclusão do TCC é um elemento fundamental, e, dependendo da retórica do seu professor, você até pode comprar essa bobagem como verdade. Mas se você conhece o Ler artigo

Como fazer TCC? Nas últimas semanas tenho visto milhares de alunos com dificuldades, sem saber o que fazer, que simplesmente ficam parados na frente do computador e não conseguem escrever uma única palavra sequer. Neste texto, nós vamos ver como mudar essa situação de uma vez por todas! Alguns alunos me mandam e-mails perguntando Como Fazer TCC passo a passo. Bom, em primeiro lugar, essa é uma dificuldade muito comum, vivida por 99,9% dos alunos de faculdades no Brasil e no mundo! Os outros 0,01% Ler artigo