Análise da vulnerabilidade e gestao de risco a desastres por inundacao em municipios do Vale do Açu/RN

AUTOR(ES)
FONTE

IBICT - Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia

DATA DE PUBLICAÇÃO

28/03/2012

RESUMO

As inundações são fenômenos que acontecem frequentemente deflagradas por chuvas rápidas, excessivas ou intensas e de longa duração. Os problemas ocasionados por este fenômeno irão depender, por exemplo, do grau de ocupação das áreas do entorno dos corpos hídricos pelas populações, bem como, da frequência com que as inundações ocorrem. São os desastres ditos naturais mais comuns que afetam as sociedades ao redor do mundo. Tal acontecimento pode causar vítimas fatais ou danos irreparáveis à integridade física da população atingida, bem como, a destruição das áreas de ocorrência destes e o aumento da pobreza devido aos danos no capital social e produtivo. Devido a estes fatores, se faz necessário realizar pesquisas para avaliar a vulnerabilidade e o risco existente à inundação. Isto implica em dimensionar e medir o risco, com o fim de determinar a eficiência das medidas de intervenção, para que se existam atividades compatíveis com a capacidade de suporte do ambiente, para assim promover o desenvolvimento sustentável. Este trabalho tem como objetivo analisar a gestão institucional e a vulnerabilidade a desastres no que concerne a inundação em municípios do Vale do Açu/RN por meio dos Índices de Desastre Local (IDL e IDL), do Índice de Gestão de Risco (IGR) e do Processo de Análise Hierárquica (PAH). Os municípios estudados foram Açu, Ipanguaçu, Alto do Rodrigues, Pendências e Carnaubais. Esta área de estudo foi escolhida devido ao fato de que, com o passar dos anos esse fenômeno está sendo cada vez mais recorrente. Os dados utilizados neste estudo foram baseados nos documentos de Avaliação de Danos (AVADAN), realizados pelos municípios para a Defesa Civil do Estado do Rio Grande do Norte e por meio da aplicação de questionários com os gestores municipais, relativo à gestão institucional do ano de 2009. Os resultados mostram que os maiores valores de IDL foram encontrados para os municípios de Açu (99,86), Carnaubais (99,63), Ipanguaçu (99,44) e Pendências (98,63), e o menor para o município de Alto do Rodrigues (46,77), estando este último, portanto, menos vulnerável a desastres ocasionados por inundações. No que concerne ao IDL, o município que obteve a menor concentração de perdas foi o Alto do Rodrigues (0,67199), seguido por Pendências (0,70522) e Carnaubais (0,71632). Os municípios que apresentaram a maior concentração foram Açu (0,80459) e Ipanguaçu (0,74569). Quanto ao IGR, os municípios que melhor gerenciam o risco a inundação são Ipanguaçu (25%) e Açu (22,9%), sendo qualificados como razoáveis. Na sequência tem-se: Pendências (13,9%), Alto do Rodrigues (10,4%) e Carnaubais (7,6%) qualificados como ruins. E quanto ao PAH, os resultados (sugestões) mostram-se diferentes para cada município, pois cada um investe em ações de forma divergente. Por último, este estudo mostra que tais metodologias são ferramentas úteis e recomendáveis para a análise econômica e setorial, com o fim de promover políticas de desenvolvimento, ordenamento territorial local, intervenção e proteção de bacias hidrográficas, justificar a transferência de recursos para o nível local com fins específicos de gestão de risco e a criação de redes de segurança social.

ASSUNTO(S)

gestão inundação desastre vulnerabilidade risco engenharias risk vulnerability disaster flood management

Documentos Relacionados

Para ter um TCC pronto, é preciso perder o medo. E se você está perdido ou se sentido incapaz, você precisa saber: A Culpa não é sua! Descubra Agora a Mentira que te venderam (por um tempo, eu também comprei…) Quem tem medo do TCC? Eu não sei você, mas, durante um bom tempo, eu tive muito! Eu me sentia perdido, sozinho e incapaz de fazer o meu trabalho. Eu tinha certeza de que nuca teria um TCC pronto. E se você acha que o Ler artigo

Que tal aprender, de uma vez por todas, como fazer uma Justificativa de TCC, aplicando a poderosa técnica do Roteiro de Consequências? É impressionante! O quê? A técnica do Roteiro de Consequências? Sim. Ela também. E você vai conhecer essa técnica no vídeo deste artigo e vai ver Como Fazer a Justificativa do TCC com base em 2 exemplos simples e práticos. Para você, finalmente, deixar a sua Justificativa de TCC pronta! Mas, primeiro, eu preciso dizer: É impressionante! Como a Justificativa é um ponto Ler artigo

Como fazer TCC? Nas últimas semanas tenho visto milhares de alunos com dificuldades, sem saber o que fazer, que simplesmente ficam parados na frente do computador e não conseguem escrever uma única palavra sequer. Neste texto, nós vamos ver como mudar essa situação de uma vez por todas! Alguns alunos me mandam e-mails perguntando Como Fazer TCC passo a passo. Bom, em primeiro lugar, essa é uma dificuldade muito comum, vivida por 99,9% dos alunos de faculdades no Brasil e no mundo! Os outros 0,01% Ler artigo

Finalmente… a Conclusão do TCC em 3 Passos Simples! Se você disser que eu falei isso, eu nego, mas, para mim, a Conclusão do TCC deveria ter outro nome. Algo como: A Doce Arte de Encher Linguiça! Seus professores e orientadores podem até tentar te convencer do contrário. Podem usar inúmeros argumentos para te convencer de que a conclusão do TCC é um elemento fundamental, e, dependendo da retórica do seu professor, você até pode comprar essa bobagem como verdade. Mas se você conhece o Ler artigo

Como fazer um TCC passo a passo – plágio e softwares de TCC? O que isso tem a ver com seu TCC? TUDO! Ou você não se importa em ouvir do seu orientador: “Seu trabalho tem plágio! Zero!” É… eu sei que você se importa. O problema é que muitos alunos morrem de medo do plágio, mas não sabem exatamente quando ele acontece. Definir o plágio é muito simples. Plágio é Roubar a Ideia do Outro. Simples assim. Quando você usa uma ideia, texto ou Ler artigo