Usos alternativos para água subterrânea no semi-árido brasileiro.

Autor Principal: PORTO, E.R.
Outros Autores: SILVA JÚNIOR, L.G. de A., ARAÚJO, O.J. de, AMORIM, M.C.C.
Tipo: Artigo em anais de congresso
Idioma: Português
Publicado em: CONGRESSO BRASILEIRO DE ÁGUAS SUBTERRÂNEAS 2011
Assuntos:
Link Texto Completo: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/134519
Saved in:
Com o objetivo de reduzir os impactos causados pelo rejeito da dessalinização de água salobra, proveniente do cristalino, no trópico semi-árido brasileiro, três alternativas de aproveitamento de água com alta salinidade foram avaliadas nos campos da Estação Experimental da Embrapa Semi-Árido.

As alternativas foram: (a) cristalização seletiva dos sais; (b) cultivo de tilápia rosa (Oreochromis sp); e (c) irrigação da erva-sal (Atriplex nummularia).

A salinidade média da água usada foi de 11,38ds/m.

Cinco tipos de sais foram conseguidos na cristalização; a tilápia atingiu o peso de 455 gramas em 6 meses; e o rendimento da erva-sal foi de 6.537kg de matéria seca por hectare.

Em função dos resultados obtidos com estes estudos, é possível a viabilização do uso de água de poços no cristalino do semi-árido brasileiro para a geração de renda, através destas alternativas que apresentam menos risco que os atuais sistemas de produção de subsistência, ora utilizados pela maioria dos produtores de base familiar desta região.