Esta dissertação examina o tema do anti-Semitismo nas diferentes eras de clássicos selecionados da literatura inglesa - "The Prioress s Tale" de Canterbury Tales, The Merchant of Venice e Ivanhoe-- comparando e contrastando a demonização dos personagens judeus presentes nos textos.

Pela análise dos três textos, eu procuro demonstrar a evolução da demonização do judeu na literatura em diferentes períodos históricos.

Os aspectos históricos e culturais dos textos serão considerados, pois o anti-Semitismo pode ser claramente traçando como uma ideologia construída pela cultura Ocidental como uma forma de dominação e exclusão de minorias.

O Quarto Concílio de Latrão, de 1215, ressuscitou o espectro do anti-Semitismo, impondo leis como a proibição do matrimônio entre judeus e cristãos e a obrigatoriedade para os judeus de usarem vestimentas diferenciadas.

Isto é especialmente visível no corpus escolhido, pois os judeus são estigmatizados como demoníacos, pagãos, heréticos e impuros.

Um tropo em particular em dois dos textos demonstram a aversão cristã à usúria -- tarefa que foi convenientemente atribuída aos judeus.

Como eles eram considerados inferiores, tal função era apropriada para eles.

Outro tropo é o da demonização da mulher judia.

Isto é feito, primeiramente, através da sua transformação da personagems Rebecca e Jéssica em objetos de desejo e sedução em ambos IvanhoeIvanhoe e Merchant of Venice.

Tentativas insistentes de conversão das personagens judias também demonstram as seguidas tentativas de assimilação das personagems judias.

Um tema conectado com o citado acima é a questão de pureza e impureza.

Os judeus são 6 tidos como particularmente impuros, sendo associados com imagens negativas com latrinas, mutilação, veneno, atos sexuais depravados e bruxaria.

Todos os sentimentos anti-Semíticos citados acima podem ser encontrados nos três textos, e podem ser efetivamente contrastados e comparados para proporcionar um melhor entendimento da repudiação do judeu na literatura.

Esta análise é feita por (1) a coleta de dados históricos, relacionados ao anti-Semitismo, das diferentes épocas nas quais as obras foram escritas e sua interpretação através da linha de estudos culturais e (2) um estudo comparativo dos personagens judeus e dos temas demoníacos presentes nos textos.

Dados foram coletados de textos históricos, arquivos e manuscritos.

Esta dissertação desafia o leitor a desenvolver uma leitura crítica dos textos canônicos, questionando o anto- semitismo através da demonização do judeu na literatura, oferecendo um panorama do mesmo em textos literários de diferentes gêneros e contextos.