Produtividade e massa fresca de bulbos de cebola sob densidades de plantio no Vale do São Francisco

Autor Principal: Resende,Geraldo M de
Outros Autores: Costa,Nivaldo Duarte
Tipo: Artigo
Idioma: Português
Publicado em: Horticultura Brasileira 20060601
Assuntos:
Link Texto Completo: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-05362006000200022
Saved in:
Com o objetivo de avaliar o efeito de diferentes espaçamentos entre as linhas e entre as plantas sobre as características produtivas e a conservação pós-colheita dos bulbos de cebola, conduziu-se um experimento no período de setembro de 1999 a março de 2000, no Campo Experimental de Bebedouro, da Embrapa Semi-Árido, em Petrolina-PE.

O delineamento experimental utilizado foi de blocos ao acaso, no esquema fatorial 2x3, compreendendo dois espaçamentos entre as linhas (0,10 e 0,15 m) e três espaçamentos entre as plantas (0,10, 0,20 e 0,30 m), sendo utilizada a cultivar Texas Grano 502 PRR com quatro repetições.

Para produtividade comercial verificou-se que o espaçamento de 0,10 m entre as linhas apresentou maior produtividade (37,8 t ha-1) comparativamente ao espaçamento de 0,15 m (34,4 t ha-1), ocorrendo reduções lineares com o aumento do espaçamento entre as plantas.

À medida que se aumentou o espaçamento entre as linhas e as plantas observou-se redução gradativa na produção de bulbos não comerciais.

A massa fresca dos bulbos aumentou linearmente à medida que se aumentaram os espaçamentos entre as linhas e as plantas.

Uma maior porcentagem de bulbos pequenos e médios foi verificada nos menores espaçamentos.

À medida que se incrementou o espaçamento entre as plantas ocorreu uma maior perda de massa dos bulbos de cebola.