Prevalência e características da violência no namoro entre adolescentes escolares de Portugal

Autor Principal: Beserra, Maria AparecidaLeitão, Maria Neto da CruzFabião, Joana Alice da Silva Amaro de OliveiraDixe, Maria dos Anjos Coelho RodriguesVeríssimo, Cristina Maria FigueiraFerriani, Maria das Graças Carvalho
Tipo:
Idioma: enpt
Publicado em: Esc. Anna NeryEscola Anna Nery
Assuntos:
Link Texto Completo: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&lang=pt&pid=S1414-81452016000100183
Saved in:
Resumo Objetivos: Identificar a prevalência de violência no namoro entre adolescentes e discutir a associação entre os comportamentos de violência e as variáveis: idade, sexo e tempo de namoro.

Métodos: Estudo transversal epidemiológico.

A amostra foi constituída por 1.268 estudantes de ambos os sexos, idades entre 16 e 24 anos, de escolas secundárias de quatro distritos da Região Central de Portugal.

Na coleta de dados, foi utilizado um questionário contendo dados sociodemográficos e de comportamentos de vitimização e perpetração de violência no namoro.

Resultados: 5,9% do total dos adolescentes referiram envolvimento em situação de violência no namoro.

Ambos os sexos relataram uso de violência física.

Na violência psicológica, o sexo masculino é o maior perpetrador e vítima.

Conclusão: Os resultados apresentaram, em alguns comportamentos, similaridade do padrão de violência entre os sexos, tais como: puxar os cabelos com força; dar uma bofetada; apertar o pescoço; atirar objetos em outra pessoa; dar pontapés e cabeçadas e dar empurrões violentos, indicando, portanto, que mais pesquisas são necessárias para entender que fatores influenciam as diferenças e similaridades desse evento.