Percepções de profissionais de saúde sobre a humanização em unidade de terapia intensiva adulto

Autor Principal: Sanches, Rafaely de Cassia NogueiraGerhardt, Paula CristinaRêgo, Anderson da SilvaCarreira, LigiaPupulim, Jussara Simone LenziRadovanovic, Cremilde Aparecida Trindade
Tipo:
Idioma: enpt
Publicado em: Esc. Anna NeryEscola Anna Nery
Assuntos:
Link Texto Completo: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&lang=pt&pid=S1414-81452016000100048
Saved in:
Resumo Objetivo: Compreender a percepção dos profissionais de saúde quanto ao cuidado humanizado em uma Unidade de Terapia Intensiva Adulto (UTI).

Métodos: Estudo de natureza qualitativa, realizado junto a 13 profissionais de saúde com ensino superior que atuam na UTI de um hospital universitário, na região norte do estado do Paraná.

A coleta se deu por meio de entrevista semiestruturada e submetidas à análise de conteúdo, modalidade temática.

Resultados: Os profissionais de saúde apresentaram dificuldades em emitirem uma definição clara e objetiva para o conceito de humanização.

Relataram também que a rotina somada ao nível neurológico rebaixado das pessoas e a valorização do profissional interferem na prática e oferta do cuidado humanizado.

Conclusão: O estudo possibilitou a realização de uma reflexão baseada no conceito amplo da humanização, articulado com as dificuldades cotidianas que os profissionais encontram em sua aplicabilidade, evidenciando um distanciamento entre a teoria e prática.