Nesta dissertação, eu desenvolvo uma análise comparativa das obras Geographies of Home , de Loida Maritza Pérez, e Dreaming in Cuban , de Cristina Garcia.

Fundamentada por estudos de trauma, teorias literárias feministas, estudos culturais e da diáspora, argumento que as personagens femininas sofrem diferentes tipos de trauma.

Os movimentos diaspóricos que elas realizam estão relacionados a estes traumas, como causa ou como consequência.

Também investigo o gendramento de traumas sob o argumento de que estas personagens sofrem traumas relacionados ao sistema patriarcal, às histórias familiares, aos contextos sócio-políticos e à opressão sexual.

Investigo ainda o racismo como causa de traumas para algumas personagens.

Esta análise comparativa evidencia que os traumas que essas personagens apresentam causam fragmentação em suas subjetividades e resultam em alguns tipos de doenças mentais.

Trauma é um tema que perpassa em vários níveis nas duas obras.

Documentos Relacionados