Fatores de risco para óbito no trauma abdominal fechado com abordagem cirúrgica

Autor Principal: PIMENTEL, SILVANIA KLUGSAWCZYN, GUILHERME VINICIUSMAZEPA, MELISSA MELLOROSA, FELIPE GUILHERME GONÇALVES DANARS, ADONISCOLLAÇO, IWAN AUGUSTO
Tipo:
Idioma: enpt
Publicado em: Rev. Col. Bras. Cir.Revista do Colégio Brasileiro de Cirurgiões
Assuntos:
Link Texto Completo: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&lang=pt&pid=S0100-69912015000500259
Saved in:
RESUMOObjetivo:identificar fatores de risco para óbito em pacientes submetidos à laparotomia exploradora após trauma abdominal contuso.Métodos:estudo retrospectivo, caso-controle, no qual foram revisados prontuários dos pacientes vítimas de trauma contuso submetidos à laparotomia.

Foram avaliados: variáveis epidemiológicas, mecanismo de trauma, lesões anatômicas das vísceras abdominais, lesões associadas, necessidade de operação para controle de danos reoperação e desfecho.Resultados:dos 86 pacientes, 63% foram curados, 36% foram a óbito e um paciente foi excluído do estudo.

Ambos os grupos possuíam epidemiologia e mecanismo de trauma semelhantes, predominantemente adultos jovens do sexo masculino, vítimas de acidente automobilístico.

A maioria dos casos que evoluíram a óbito teve instabilidade hemodinâmica como indicação de laparotomia - 61% contra 38% do outro grupo.

A presença de lesão de víscera maciça foi maior no grupo óbitos - 80% vs.

48%, e 61% destes tinham outra lesão abdominal associada contra 25% dos curados.

Dos pacientes que faleceram, 96% apresentavam lesões graves associadas.

Pacientes que necessitaram de cirurgia de controle de danos tiveram maior taxa de mortalidade.

Apenas um de 18 pacientes com lesão de víscera oca isolada evoluiu a óbito.

A média do escore de trauma TRISS dos curados (91,7%) foi significativamente maior do que a dos óbitos (46,3%).Conclusão:os fatores de risco para óbito encontrados para vítimas de trauma abdominal fechado que necessitam de laparotomia exploradora são: instabilidade hemodinâmica como indicação para laparotomia, presença de lesão de víscera maciça, múltiplas lesões intra-abdominais, necessidade de cirurgia de controle de danos, lesões graves associadas e índice de trauma baixo.

Documentos Relacionados