Experiência do comitê de ética em pesquisa de uma universidade pública de Minas Gerais, Brasil

Autor Principal: Paiva, Patrícia AlvesCosta, Simone de MeloDias, Orlene VelosoLopes, Vânia Silva Vilas Bôas VieiraSouto, Dardânia Glayce BarbosaSilva, Daniele Lopes da
Tipo:
Idioma: enptes
Publicado em: Rev. Bioét.Revista Bioética
Assuntos:
Link Texto Completo: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&lang=pt&pid=S1983-80422015000100169
Saved in:
O artigo relata experiência do Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Estadual de Montes Claros, MG, Brasil, no período entre 2000 e 2009, com base em pesquisa documental, na modalidade estudo de caso, com nível de significância p < 0,05.

De 1.751 projetos, 95,8% foram aprovados e, entre os motivos de reprovação, estão problemas na elaboração do termo de consentimento livre e esclarecido (TCLE).

A área de conhecimento mais destacada foi ciências da saúde (60,8%).

O tempo médio entre submissão e avaliação ética foi de 11 dias.

A área de conhecimento influiu no tempo decorrido entre a submissão e a apreciação ética (p < 0,05), mas não na aprovação do projeto.

Concluiu-se que o comitê local segue as normas de apreciação ética de modo a atender a Resolução 466/2012, uma vez que reprovou projetos com falhas no TCLE, protegendo os sujeitos pesquisados.

Documentos Relacionados