Estabilidade fenotípica de linhagens de feijoeiro em três épocas de plantio no Estado de São Paulo

Autor Principal: CARBONELL,SÉRGIO AUGUSTO MORAIS
Outros Autores: POMPEU,ANTÔNIO SIDNEY
Tipo: Artigo
Idioma: Português
Publicado em: Pesquisa Agropecuária Brasileira 20000201
Assuntos:
Link Texto Completo: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-204X2000000200011
Saved in:
Com o objetivo de conhecer o comportamento de linhagens de feijoeiro nas três épocas tradicionais de plantio do Estado de São Paulo, com base em dados de estabilidade fenotípica, dois grupos de experimentos foram instalados nas épocas das águas (setembro-outubro), da seca (janeiro-fevereiro) e de inverno (maio-junho).

O grupo 1 (G1), com 47 experimentos, foi formado por 16 linhagens e o controle, cultivar Carioca 80SH, e o grupo 2 (G2), com 44 experimentos, formado por 11 linhagens e pelos controles, cultivares Carioca 80SH e Rosinha G2.

O delineamento experimental foi o de blocos ao acaso, com cinco repetições e parcelas constituídas de uma linha de 5 m de comprimento.

As análises de variância das produções de grãos foram realizadas por experimento dentro de cada grupo (G1/G2) e conjunta (geral e por época de plantio).

Os parâmetros de estabilidade foram estimados pelo método proposto por Cruz et al.

(1989).

Foram observadas várias linhagens adaptadas em ambientes desfavoráveis em pelo menos uma época de plantio.

Diversos genótipos comportaram-se como responsivos ou estáveis nos dois conjuntos de experimentos.

Os resultados sugerem a possibilidade de direcionar a recomendação de cultivares, com a escolha das linhagens mais adaptadas e responsivas, específicas para as épocas de cultivo.