Faça uma monografia perfeita!

Faça parte da nossa lista exclusiva de acadêmicos e receba atualizações, artigos e dicas imperdíveis para seu TCC.

Efeitos neurotóxicos de levobupivacaína e fentanil sobre a medula espinhal de ratos

Autor Principal: Abut, Yesim CokayTurkmen, Asli ZenginMidi, AhmetEren, BurakYener, NeseNurten, Asiye
Tipo:
Idioma: enespt
Publicado em: Rev. Bras. Anestesiol.Revista Brasileira de Anestesiologia
Assuntos:
Link Texto Completo: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&lang=pt&pid=S0034-70942015000100027
Saved in:
JUSTIFICATIVA: O objetivo deste estudo foi comparar os efeitos neurotóxicos da administração por via intratecal de levobupivacaína e fentanil e suas misturas sobre a medula espinhal de ratos.

MÉTODOS: O experimento compreendeu quatro grupos que receberam medicamento e um grupo controle.

Os ratos foram submetidos a injeção de salina (15 µL) ou fentanil (0,0005 µg/15 mL), levobupivacaína a 0,25% (15 µL) e fentanil (0,0005 µg + levobupivacaína a 0,25%/15 µL) por via intratecal durante quatro dias.

O teste de placa quente foi usado para avaliar a função neurológica após cada injeção nos minutos cinco, 30 e 60.

Cinco dias após a última injeção lombar, secções da medula espinhal entre os níveis vertebrais T5 e T6 foram obtidas para análise histológica.

Usamos um escore com base na avaliação subjetiva do número de neurônios eosinofílicos (neurônios vermelhos), o que significa degeneração neuronal irreversível.

Esses neurônios refletem o número aproximado de neurônios em degeneração presentes nas áreas neuroanatômicas afetadas da seguinte forma: 1 = nenhum; 2 = 1-20%; 3 = 21-40%; 4 = 41-60% e 5 = 61-100% neurônios mortos.

Um escore neuropatológico global foi calculado para cada rato pela soma dos escores patológicos para todas as áreas examinadas da medula espinhal.

RESULTADOS: Nos resultados do TPQ, comparando o grupo controle, a latência analgésica foi estatisticamente prolongada para todos os quatro grupos.Em investimento neuropatológico, os grupos fentanil e fentanil + levobupivacaína apresentaram degeneração neuronal em contagens significativamente mais altas di que os grupos controle e salina.

CONCLUSÕES: Esses resultados sugerem que fentanil e levobupivacaína, quando administrados por via intratecal em ratos, se comportam de forma semelhante à ação analgésica, mas fentanil pode ser neurotóxico para a medula espinhal.

Não houve degeneração significativa com levobupivacaína, mas o grupo fentanil apresentou degeneração significativa.

Documentos Relacionados