Calagem e gessagem para o tomateiro e o meloeiro irrigados no Semi-Árido nordestino.

Autor Principal: FARIA, C.M.B. de
Outros Autores: COSTA, N.D., FARIA, A.F.
Tipo: Artigo em anais de congresso
Idioma: Português
Publicado em: CONGRESSO BRASILEIRO DE OLERICULTURA 2011
Assuntos:
Link Texto Completo: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/128330
Saved in:
Instalou-se um experimento no Submédio São Francisco com o objetivo de avaliar o efeito da calagem e gessagem na produtividade e qualidade do tomate e melão.

O delineamento foi em blocos ao acaso, com quatro repetições e sete tratamentos: 1) testemunha; 2) 0,5 vezes a necessidade de calagem (N.C.) na forma de calcário (0,5 x N.C.

-Ca); 3) 1 x N.C.

- Ca; 4) 2 x N.C.

-Ca; 5) 0,5 x N.C., na forma de 2/3 de calcário e 1/3 de gesso (0,5 x N.C.

- CaGe); 6) 1 x N.C -CaGe ; 7) 2 x N.C.

-CaGe.

Não se verificou efeitos significativos sobre a produtividade do tomate e a qualidade do melão.

Com aplicação de 2 t/ha de calcário (1 x N.C -Ca) obteve-se uma produtividade de melão de 22,52 t/ha, significativamente superior à da testemunha, 16,77 t/ha, e reduziu-se a podridão apical do tomate em 80,4% em relação à da testemunha.