Avaliação da aplicabilidade clínica do ultra-som e pontas CVDentus na cirurgia de levantamento do assoalho do seio maxilar

Autor Principal: Marco Aurélio Blaz Vasques
Tipo: Teses/dissertações
Idioma: Português
Publicado em: 2007
Assuntos:
Link Texto Completo: http://www.bdtd.ufu.br//tde_busca/arquivo.php?codArquivo=2746
Saved in:
A perda parcial ou total de dentes da região posterior do processo alveolar do osso maxilar leva a pneumatização dos seios maxilares, fazendo com que o osso seja remodelado, dificultando a reabilitação através de próteses sobre implantes.

A cirurgia de elevação do assoalho do seio maxilar (sinus lift) foi desenvolvida para superar este problema.

A perfuração da membrana sinusal é a complicação mais comum que acontece durante o procedimento de elevação do assoalho do seio maxilar, com uma incidência relatada na literatura entre 10% e 44%.

A proposição desse trabalho foi avaliar a aplicabilidade clínica de pontas de diamante policristalínico obtido pela técnica CVD (Chemical Vapor Deposition) utilizadas em um aparelho de ultra-som piezoelétrico convencional na execução da osteotomia da cirurgia de elevação do assoalho do seio maxilar e a possibilidade de utilização de um inserto de ponta romba no mesmo aparelho de ultra-som na execução do levantamento da membrana sinusal, verificando a ocorrência ou não de perfuração da membrana durante o ato cirúrgico.

A técnica utilizada mostrou-se viável, permitiu melhor visibilidade operatória; redução do barulho e vibração; precisão de corte do osso, sem lesar o tecido mole; pouco sangramento; não ocorrência de aquecimento excessivo da área operada, não ocorrência de perfuração da membrana sinusal durante a osteotomia e apenas 1 perfuração da membrana no local onde existia um septo de Underwood durante a elevação da membrana sinusal, em 12 seios maxilares submetidos a cirurgia, resultando em 100% de sucesso durante a osteotomia e 91,67% de sucesso clínico da técnica utilizada.