Análise semiótica de sequências de interação empáticas e não empáticas: um estudo microgenético

Autor Principal: Fossa, PabloCornejo, CarlosCarré, David
Tipo:
Idioma: enes
Publicado em: Psicologia USP
Link Texto Completo: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&lang=pt&pid=S0103-65642016000300441
Saved in:
Resumo Este estudo teve como objetivo explorar e descrever o processo de regulação dialógica em interações conversacionais.

Foram filmadas trinta duplas de alunos, desconhecidos entre si, em interações em conjunto, orientadas a gerar uma situação de manipulação não empática ou empática.

Foram selecionados quatro segmentos de conversação, dois para cada tipo de interação.

O texto foi analisado com um protocolo de análise semiótica com base no modelo de análise proposto por María Elisa Molina.

Os resultados mostraram que as interações empáticas são caracterizadas por um processo de construção conjunta de sentido com uma adequada administração da tensão e identificação com o signo linguístico.

Além disso, as interações não empáticas são caracterizadas pelo surgimento de signos linguísticos que não continuam a sequência de construção de significados, com alta tensão dialógica e uma estratégia de distanciamento ou abandono do campo de significado.